segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Sombras da Solidão

Sombras da Solidão

Sombras!
Sob nuvens negras
Lágrimas que caem
Dor!
Doce Solidão
Vontade de não estar,
enquanto tudo isso não faz sentido

Coração, cheio de amarras
que machucam e sangram,
Respinga no silêncio.
Caminhos que se fecham
E que não se pode mais voltar

"- Portas e janelas trancadas
Paredes que se encurtam
O teto desaba sobre a sombra da solidão"

Sobre a sombra da solidão


Carl H. Dufresne

2 comentários:

Niela Bittencourt disse...

"Coração, cheio de amarras
que machucam e sangram
Respinga no silêncio"

muito bonito e triste esta parte...

achei bem interessante esta publicação, profunda, triste e de caráter reflexivo...

lyani disse...

Nossa O.o
Fico aqui espantada com as palavras, com a escuridão, com as amarras e feridas!
Muito lindo!
Ah, adorei o último comentário em meu blog ^^
Obrigada mesmo!!!
É claro que continuarei vindo muito e sempre aqui ^^
Bjos

81433a______________SHNK_________________37927